Café Patita na Barata

Foi uma manhã de Sábado diferente na Livraria Barata. Entre os livros e uma exposição dos Urban Sketchers, rodopiaram crepes no ar, que se rechearam com um creme de limão feito em minutos, e se acompanharam com smoothies fresquinhos. Também houve Bolo de Marmelada, Queijadinhas da Avó Isabel e Queridos para provar. Foi a primeira vez que a cozinha do Café Patita saiu à rua, e correu muito bem, sem acidentes graves. Ou seja, não houve crepes colados ao tecto e nada se queimou mas, ainda assim, entornei um smoothie na mesa. O meu próximo livro devia chamar-se “A cozinha de uma desastrada”.

Agradeço à Livraria Barata, uma das minhas livrarias preferidas, aqui tão pertinho de casa, por terem recebido com tanto entusiasmo a nossa cozinha ambulante. Agradeço também à Divina Comédia, e em particular à minha querida editora Paula Caetano, por vestir o avental e estar sempre a meu lado, e ao Miguel Furtado, por organizar tudo e ser o fotógrafo de serviço. E, claro, obrigado a todos os que estiveram presentes!

Na sexta-feira, o Café Patita volta a montar o estaminé. É na Fnac Vasco da Gama, em Lisboa, às 21h30, e desta vez conto com a ajuda da minha amiga Susana Romana para apresentar o livro. Vamos ver quem consegue fazer os crepes rodopiar mais alto. Venham assistir e provar!

Esta é capaz de ser a última sessão de autógrafos/showcooking em Lisboa até ao Natal. As outras datas estão neste post.

Café Patita na Barata

Café Patita na Barata

Café Patita na Barata

Café Patita na Barata

Café Patita na Barata

Café Patita na Barata

Fotos: Miguel Furtado

Comentários